Dia das crianças: O sonho de ser Pajem e daminha



Engana-se quem pensa que a escolha das crianças para participar da cerimônia é meramente por causa da graça e ternura que carregam consigo. Essa tradição tem origem histórica que remonta o período medieval, quando as pessoas tinham muito medo dos maus espíritos e acreditavam que eles podiam trazer má sorte para os casamentos e, em uma tentativa de enganar esses maus espíritos, os convidados, inclusive as crianças, usavam as mesmas roupas que os noivos, assim as energias negativas não recairiam sobre o casal. E até hoje essa tradição ainda se mantém viva com as crianças, meninos vestidos como o noivo e meninas a caráter da noiva, fazendo sua entrada das mais diversas formas: carregando alianças, jogando pétalas de flores ou apenas juntos de mãos dadas. "Este mês é muito especial porque tem a comemoração do dia das crianças e todo mundo sobre que envolver os pequenos na cerimônia faz toda a diferença. As crianças combinam muito bem com acessórios de anjo, fada ou cupido. Já os bebês podem ser levados em carrinhos rústicos, são ótimas opções para uma entrada cheia de ternura", explica a diretora Vânia Garcia da Chácara e Buffet Recanto dos Sonhos.